Tarifa do Metrô e da CPTM sobe para R$2,55 a partir de fevereiro

SÃO PAULO - As tarifas do Metrô e da CPTM vão aumentar a partir do dia 9 de fevereiro, segundo a Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos. A passagem vai subir dos R$ 2,40 atuais para R$ 2,55.

Redação |

Segundo nota divulgada pela Secretaria, que responde ao governador do Estado, José Serra (PSDB),  o aumento da tarifa tem como objetivo equacionar as despesas com custeio e manutenção da rede.

O bilhete de uso integrado entre os ônibus e os trens do Metrô e da CPTM, que custava R$ 3,65, passa a custar R$ 3,75, com variação de 2,7%, abaixo da inflação. Segundo a Secretaria de Transportes, a correção tem um impacto mais positivo quando se considera o aumento do rendimento médio na região metropolitana de São Paulo em 2008, que registrou crescimento de 8%, segundo o IBGE.

O Cartão Fidelidade, que dá direito a 50 viagens, vai custar R$ 112,50 ou R$ 2,25 a viagem. Já o Bilhete Fidelidade com 8 viagens, custa R$ 19,60, com cada viagem saindo por R$ 2,45. O cartão com 20 viagens vai custar R$ 47. O usuário é quem escolhe o número de tarifas que quer comprar, se 8,20 ou 50 e não se pode carregar mais que R$ 200.

A tarifa BLA, um benefício dos finais de semana vai custar R$ 21,50, com cada viagem valendo R$ 2,15.

Os bilhetes integrados entre o ônibus e o Metrô serão extintos, pois, segundo a Secretaria de Transportes, a tarifa do Bilhete Único é menor e assim é possível evitar fraudes.

Também foi criada a Tarifa do Madrugador, que reduz ao valores das passagens para as pessoas que utilizam o Metrô entre as 4h40 e as 6h e a CPTM entre as 4h e as 5h20.

Leia mais sobre: Metrô - CPTM

    Leia tudo sobre: metrometrô

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG