TAM nega ter feito festa no Planalto e dado presentes

Em nota distribuída à imprensa, a TAM disse que não foi uma das empresas promotoras de festa das secretárias do Palácio do Planalto realizada na noite de terça-feira. No texto, a empresa alega que não cedeu passagens ou outros presentes para distribuição ou sorteio e que uma empresa de turismo distribuiu, como brindes, materiais informativos e promocionais da companhia, sendo cada conjunto de valor inferior a R$ 4,00.

Agência Estado |

Na festa, realizada no Salão Oeste do Palácio do Planalto, houve desfile de moda, apresentação de dança e sorteios de passagens aéreas de várias empresas, lingeries, jóias de pequeno valor, diárias de resort e uma série de brindes. Pelo Código de Conduta Ética dos Agentes Públicos, prestadores de serviço, temporários ou do quadro, não podem receber presentes de mais de R$ 100,00 de empresas ou entidades que tenham interesse em decisões de órgão público. Ontem, a Casa Civil que ordenou às secretárias da Presidência que devolvam os presentes distribuídos na festa.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG