SÃO PAULO (Reuters) - As companhias aéreas TAM e Gol anunciaram o cancelamento de seus voos procedentes de ou com destino a Santiago, depois do terremoto de magnitude 8,8 que atingiu o Chile na madrugada deste sábado. O aeroporto internacional da capital chilena Arturo Merino Benítez ficará fechado por ao menos 24 horas devido aos danos causados pelo forte tremor, disse uma emissora local de televisão.

Companhias aéreas no Peru também confirmaram o fechamento do terminal.

A TAM informou em nota que, sem previsão de restabelecimento das operações no aeroporto de Santiago, os voos JJ8029 (Santiago/Guarulhos), JJ8026 (Guarulhos/Santiago) e JJ8027 (Santiago/Guarulhos), operados pela empresa, foram cancelados.

"Os passageiros serão reacomodados em outros voos assim que as condições permitirem", segundo a TAM.

A Gol disse em comunicado que suspendeu temporariamente suas operações em Santiago, para onde mantém um voo diário (G37456) via Buenos Aires, na Argentina.

O governo chileno informou que a torre de controle do aeroporto em Santiago foi danificada, e um policial no local disse a uma rádio que metade do terminal estava destruído.

Os voos, quase todos de longa distância e na maioria procedentes de cidades dos Estados Unidos e Europa, eram desviados para aeroportos na Argentina, principalmente para a cidade de Mendoza.

(Por Helen Popper, em Santiago, Todd Benson e Bruno Marfinati, em São Paulo, e Terry Wade, em Lima)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.