Talentos do acordeão confraternizam em Curitiba

Um timaço de mestres do acordeão vai se reunir amanhã, sábado e domingo em Curitiba. Dominguinhos, Oswaldinho do Acordeom, Renato Borghetti, Luciano Maia e Alessandro Kramer se encontrarão para confraternizar, como eles próprios definem o show.

Agência Estado |

E quem vai sair ganhando é o público, convidado a participar da festa desses artistas que, vira e mexe, estão encantando plateias também no exterior, principalmente na Europa.

O objetivo do quinteto nesse encontro, além de se divertir, é pôr em evidência o acordeão, tanto para manter tradições quanto para abrir espaço para que outros músicos possam mostrar seu trabalho. Segundo Borghetti, a ideia também é aproximar distâncias por meio da música.

As palavras dele encontram eco em Luciano, para quem o forró (típica dança nordestina) se parece com o vanerão (típica dança gaúcha). "Acontece a mesma coisa com o folk, com a valsa. A diferença é apenas o nome", diz. A diferença pode ser apenas o nome, mas Borghetti, regionalista como a maioria dos gaúchos, afirma: "Gaúcho tocando forró sempre acaba virando vanerão". Dominguinhos concorda ironizando: "O que eles (gaúchos) menos tocam é forró".

É com esse clima animado que os músicos vão receber o público, que, segundo Luciano, vai ter que se esforçar para ficar sentado. No palco, a promessa é de muita energia e música de alta qualidade.

O show apresenta um repertório do cancioneiro popular e das grandes músicas do acordeão. Haverá a junção do clássico com o improviso, do nativismo com o contemporâneo, do Sul com o Nordeste e a variação entre solos, duos e o encontro dos cinco artistas. Uma das surpresas é que Oswaldinho vai tocar com um acordeão digital. No fim do ano passado, eles apresentaram esse mesmo show em Brasília. Resultado: foi preciso sessão extra.

E se a máxima de que tudo feito com prazer é mais bem realizado, não será diferente nos três dias de espetáculo na capital paranaense. Os cinco fazem questão de deixar claro o quanto estão orgulhosos em participar desse encontro, mesmo sendo de gerações diferentes. Dominguinhos e Oswaldinho são praticamente os precursores desse instrumento musical, Borghetti situa-se em uma faixa intermediária e Luciano e Alessandro são os representantes da nova "cara" do acordeão. "Sou completamente fã desses músicos", admite Alessandro.

Teatro da Caixa
Rua Conselheiro Laurindo, 280, Centro - Curitiba
De 26 a 28 de fevereiro
Sexta e sábado, às 21h; domingo, às 19h
Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG