Suspeitos de vazar dossiê sobre FHC vão à CPI dos Cartões na terça

BRASÍLIA - A presidente da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Cartões Corporativos, senadora Marisa Serrano (PSDB-MS), transferiu para terça-feira (20) os depoimentos do assessor do senador Álvaro Dias (PSDB-PR), André Eduardo da Silva Fernandes, e de José Aparecido Nunes Pires, ex-secretário de Controle Interno da Casa Civil da Presidência da República.

Agência Brasil |

A reunião estava marcada para esta quinta-feira, às 9h30. Os dois são apontados como o responsáveis pelo vazamento dos gastos efetuados pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso com cartões corporativos e contas tipo B.

Um acordo entre a base governista e a oposição previa, no entanto, que os depoimentos na CPMI só aconteceriam depois dos dois serem ouvidos pela Polícia Federal. Numa conversa com o advogado Luis Maximiliano Pelesca Mota, que representa José Aparecido no processo judicial, Marisa

Serrano disse que foi informada que o ex-secretário prestará depoimento na PF "amanhã (15) ou na sexta-feira (16)".

A reunião de terça-feira seguirá o mesmo modelo já acertado: o de uma reunião administrativa secreta na qual os parlamentares tomarão ciência do conteúdo dos depoimentos prestados à Polícia Federal, e Marisa Serrano alertará os deputados e senadores das conseqüências de possíveis vazamentos de informações contidas nos depoimentos, uma vez que os processos judiciais contra o assessor e o ex-secretário correm em segredo de Justiça.


Leia mais sobre: dossiê - CPI dos Cartões

    Leia tudo sobre: dossiê

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG