Suspeitos de pedofilia são presos na região de Taubaté

Taubaté - Dois homens foram presos na quinta-feira em São Luiz do Paraitinga, região de Taubaté, interior de São Paulo, suspeitos de pedofilia. De acordo com a polícia civil, o lavrador C.H.L., de 47 anos, e o pedreiro D.C.A., de 38 anos, são suspeitos de manter relações sexuais com uma menina de 7 anos e uma adolescente de 13 anos, que seriam sobrinha e tia.

Agência Estado |

O lavrador C.L. é padrasto de uma das vitimas e A., o outro suspeito, casado com uma irmã mais velha da adolescente de 13 anos.

Ainda segundo a polícia, a mãe e a irmã mais velha desconheciam a situação. A prática sexual se dava, segundo as vitimas, quando as mulheres dos acusados não estavam em casa.

A policia chegou ao caso depois que a criança de 7 anos estava chorando muito, sentada na calçada. Uma das vizinhas se aproximou e acabou convencendo a menina a contar o motivo do choro. Os vizinhos levaram o caso ao Conselho Tutelar e a adolescente de 13 anos acabou revelando que também sofria abusos.

Em seguida, a policia começou a investigar o crime e fez as prisões na tarde de quinta-feira em uma operação que durou cerca de 8 horas.

No mês passado, um ex-policial também foi preso em Taubaté, acusado de aliciar e manter relações sexuais com três irmãs de 7, 11 e 13 anos, filhas de sua amante. A prática acontecia em uma chácara da cidade de São Luiz do Paraitinga.

Leia mais sobre: pedofilia

    Leia tudo sobre: pedofilia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG