Suspeito procurado por assassinato de modelo nos EUA encontrado morto no Canadá

Um participante de reality show procurado pelo assassinato de uma modelo, que só teve o corpo identificado graças ao implante de silicone, foi encontrado morto no domingo em um hotel no Canadá.

AFP |

Ryan Alexander Jenkins, 32 anos, foi acusado nos Estados Unidos pelo assassinato e mutilação de Jasmine Fiore, 28, em Los Angeles.

Os pedaços do corpo da modelo foram encontrados em uma maleta dentro de um depósito de lixo há mais de uma semana. Os dentes e os dedos foram separados do corpo e a polícia só conseguiu identificar Jasmine pelos números de série do implante de silicone.

O canadense Jenkins participou de um "reality show" chamado "I Love Money 3" e em março encerrou as gravações de outro programa do mesmo gênero chamado "Megan Wants A Millionaire", onde uma menina sai com vários homens em busca de seu grande amor.

Ele era alvo de uma busca internacional. As autoridades acreditam que fugiu para o Canadá para evitar a pena de morte.

O canadense foi encontrado morto na tarde de domingo em um quarto do hotel Hope, na Columbia Britânica, em um aparente suicídio.

mk/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG