Suspeito é preso em aeroporto de SP com 360 mil euros

Enivaldo Quadrado, 43 anos, sócio da corretora Bônus-Banval, foi preso em flagrante no Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo, por falsidade ideológica. De acordo com a Polícia Federal (PF), o suspeito havia desembarcado de um vôo procedente de Lisboa, em Portugal, e apresentou Declaração de Bagagem Acompanhada à fiscalização da Receita Federal com informações falsas quanto a quantia de moeda estrangeira que portava.

Agência Estado |

Em seu poder foram encontrados 361.445 euros não declarados.

De acordo com o jornal "Folha de S. Paulo", Quadrado é um dos 40 réus do mensalão -escândalo de compra de votos no Congresso que veio à tona em 2005- sob acusação de formação de quadrilha e lavagem de dinheiro. A Bônus-Banval era uma das empresas apontadas como intermediárias de repasse de recursos do esquema para congressistas.

O processo criminal ainda tramita no STF (Supremo Tribunal Federal). Segundo a PF, o empresário havia chegado a São Paulo na madrugada de sábado em um vôo vindo de Lisboa (Portugal). Quadrado foi flagrado em uma fiscalização de rotina da PF e da Receita ao desembarcar.

O suspeito foi encaminhado ao sistema prisional de São Paulo, onde permanecerá a disposição da Justiça e, se for condenado, poderá pegar pena de um a cinco anos de reclusão.

    Leia tudo sobre: mensalão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG