Suspeito de ter assassinado Arthur Sendas será indiciado por homicídio doloso

RIO DE JANEIRO ¿ O motorista Roberto Costa Júnior, de 28 anos, suspeito de ter assassinado o empresário Arthur Sendas, de 73, será indiciado por homicídio doloso. A informação foi divulgada nesta terça-feira pela Polícia Civil. Sendas morreu ontem de madrugada após ser baleado na cabeça em seu apartamento, na zona sul do Rio.

Redação |

Acordo Ortográfico

Na manhã desta terça-feira, Roberto prestou novo depoimento na 14ª DP (Leblon). Nesta tarde, ele será transferido para uma das carceragens da Polinter. Ontem, no final da noite, após ter a prisão temporária decretada, o motorista se entregou à polícia. Ele confessou que foi armado até o apartamento da vítima, mas se defendeu afirmando que o disparo que matou o empresário foi acidental. 

Paulo Toscano

Roberto se defende em depoimento à polícia

Eu estava com minha arma na cintura, eu estava de short, a arma escorregou e caiu no chão. Quando eu fui pegar a arma ele a segurou junto comigo e fiquei tentando tirar a arma e no que eu puxei, a arma disparou. Fiquei apavorado, desesperado, e saí do prédio. Se foi um acidente eu não tenho porque fugir, afirmou Roberto em entrevista coletiva no fim da noite.

O suspeito era motorista de um dos netos de Sendas, que viajaria para o exterior, e filho de um motorista particular do empresário, que prestava serviço para a família há mais de 20 anos. Segundo Roberto, ele procurou Sendas porque estava com dificuldades financeiras. O suspeito foi pedir ao empresário que não deixasse de pagar o salário mensal de R$ 2.200 durante os dois meses que o neto do empresário estivesse viajando.

Segundo testemunhas, o motorista apareceu no apartamento do empresário chorando e muito nervoso. Roberto foi atendido pela empregada de Sendas e dito que seu pai tinha sofrido um acidente. A empregada chamou o patrão, que conversou com o motorista por cerca de cinco minutos. O diálogo não foi ouvido e, minutos depois, a empregada escutou o barulho de um tiro.

O disparo foi feito com uma pistola 380. Sendas ainda tentou se

AE

Arthur Sendas será enterrado no cemitério São João Batista

proteger colocando a mão na frente, mas a bala quebrou um dedo, perfurou a vista esquerda e saiu pela nuca. Ele ainda foi levado com vida por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) ao Hospital Samaritano, em Botafogo, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu, por volta das 2h30.

Presidente do grupo Sendas, o empresário deixa a esposa Maria Ablen Sendas, com quem estava casado há 50 anos, os filhos Arthur, Nelson e Márcia e sete netos. O enterro está marcado para esta tarde no cemitério São João Batista, também em Botafogo. O governador do Rio, Sérgio Cabral, decretou luto de três dias no Estado pela morte do empresário.

Arthur Sendas era um amigo da vida inteira. Era amigo do meu pai e eu sou amigo dos filhos dele. Fiquei muito chocado com a sua morte. Era um brasileiro, um grande empresário, que sempre acreditou no Rio de Janeiro, com uma empresa eminentemente do Estado do Rio. Começou na Baixada Fluminense, com o seu pai, com uma padaria, uma mercearia, e se transformou em um empresário de sucesso", declarou Cabral em nota oficial.

Leia mais sobre: Arthur Sendas

    Leia tudo sobre: arthur sendashomicídiomortemotoristatiroviolência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG