A polícia de Marília prendeu na noite de ontem um industriário de 27 anos suspeito de ser o maníaco da motocicleta, que em um mês abusou de ao menos sete mulheres na cidade do interior de São Paulo. De acordo com informações da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), responsável pela investigação do caso, todas as vítimas reconheceram o homem, que foi levado para o Cadeia de Garça, a cerca de 400 quilômetros da capital paulista.

De acordo com a DDM, o industriário foi preso na zona norte da cidade, na região onde ocorreram os ataques. A última vítima do 'maníaco da motocicleta' foi uma jovem de 17 anos. Ele abordou a adolescente com uma pistola numa rua, na noite do dia 23. Durante busca na casa do suspeito, a polícia encontrou uma arma, mas não seria a mesma utilizada para praticar os crimes.

Segundo a delegacia de Marília, as vítimas reconheceram o capacete, os sapatos e o perfume utilizado pelo suspeito como sendo do maníaco. Além disso, elas também identificaram a moto que o homem usava. Segundo a polícia, ele sempre abordava as vítimas usando o capacete, por isso ele não foi reconhecido pelo rosto.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.