Suspeito de liderar PCC investia dinheiro do crime em imóveis de luxo

SÃO PAULO ¿ Carlos Alberto da Silva, o Balengo, considerado pela polícia o principal integrante da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) de São Paulo fora dos presídios, investia o dinheiro do crime em imóveis de alto padrão. As informações são do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic).

Redação |

Acordo Ortográfico

Balengo foi morto no dia 8 de novembro após um assalto a uma agência do Banco Real, no centro de Guarulhos, na Grande São Paulo. Após o roubo, houve perseguição e tiroteio entre policias militares e bandidos. Balengo e mais duas pessoas morreram, entre elas um soldado da PM, e outras 12 ficaram feridas.

Divulgação
Sobrado adquirido por balengo em Bertioga
De acordo com policiais da Delegacia de Repressão a Roubo a Bancos do Deic, Balengo utilizava laranjas para evitar o rastreamento dos bens. Após investigação, a polícia descobriu dois imóveis de alto padrão adquiridos pelo suspeito. Um deles em Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo, no valor de R$ 800 mil, e outro em Bertioga, no litoral sul de São Paulo. O valor das duas casas atinge R$ 1,3 milhão.

Leia mais sobre: violência

    Leia tudo sobre: assaltodinheiro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG