Suspeito de integrar grupo de extermínio é preso no Rio

RIO DE JANEIRO - A polícia prendeu nesta quarta-feira Aldair de Oliveira Botelho, suspeito de ser integrante de um grupo de extermínio atuante em Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro. Segundo a Polícia Civil, ele é acusado de ter assassinado Guanair de Oliveira Costa Silva, na época com 28 anos, junto com o policial mineiro João Batista Salerno e Allan da Silva Macedo Correa.

Agência Estado |

    O crime que ocorreu no dia 28 de dezembro passado.

    De acordo com a Polícia Civil, o assassinato foi motivado por desavenças entre Guanair e demais integrantes da quadrilha liderada por João Salerno. Existe a suspeita de participação de Guanair no grupo.

    A prisão ocorreu após policiais receberem informações de que Aldair iria visitar parentes no bairro Carmari, em Nova Iguaçu. Ele foi abordado quando chegava à casa de sua esposa. O suspeito, de 43 anos, estava foragido desde dezembro de 2007, quando foi decretada sua prisão temporária pela 4ª Vara Criminal da Comarca da cidade.

    Leia mais sobre: grupo de extermínio  - Baixada Fluminense

      Leia tudo sobre: grupo de exterminio

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG