NOVA YORK ¿ A cantora-sensação escocesa Susan Boyle ameaçou abandonar o programa de calouros Britains Got Talent, à medida que aumentam as pressões antes da rodada final, disse um dos jurados.

Reprodução

"Ela tem chorado várias vezes e estava fazendo as malas", confessou jurado do programa

Boyle, que ficou mundialmente famosa depois de sua primeira aparição no show de talentos, vai participar da final, no sábado. Mas o jurado Piers Morgan, em entrevistas à TV norte-americana, revelou que ainda na quarta-feira ela estava tendo dúvidas.

"Ela tem chorado várias vezes", disse Morgan ao "Inside Edition", em entrevista a ser colocada no ar na quinta-feira. "Ainda ontem ela estava fazendo as malas para ir embora."

Boyle, 48 anos, virou sensação mundial na Internet depois de cantar "I Dreamed a Dream", de "Les Miserables," no programa "Britain's Got Talent". Sua participação foi vista mais de 60 milhões de vezes no YouTube.

Desde então, a atenção da mídia sobre ela se concentrou, embora ela tenha dito, rindo "que pressão", depois de superar seu nervosismo inicial ao cantar "Memory", de "Cats", no último fim de semana e avançar para a rodada final.

Na quinta-feira, Piers Morgan disse ao "The Early Show" que Boyle "chegou a ameaçar abandonar o show em dado momento, ontem, em função da pressão enorme em cima dela".

Desde sua primeira aparição no programa, equipes de TV de todo o mundo vêm acampando diante da casa dela, na zona rural da Escócia, e jornais dedicaram páginas incontáveis a ela.

Morgan disse que Boyle desmentiu partes de relatos recentes publicados por tablóides londrinos, segundo os quais ela teria xingado hóspedes em um hotel de Londres.

Ele disse que aconselhou Boyle a não ler jornais ou assistir à TV até a final e a concentrar-se sobre sua performance.

"Ela está começando a perceber que sua vida nunca mais será a mesma. Sabe de uma coisa, sinto muita pena dela", disse. "Venho tentando explicar a ela que a maioria das pessoas aí fora nutre um afeto enorme por ela e realmente quer que ela seja vitoriosa."

(Reportagem de Christine Kearney)

Leia mais sobre: Susan Boyle

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.