Um surto de infecção por bactérias resistentes a antibióticos provocou a suspensão do atendimento no setor de emergência do Hospital Universitário Antônio Pedro, no centro de Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro. Cinco pacientes foram infectados.

Em nota divulgada nesta quinta-feira, a diretoria da unidade justificou que a decisão foi tomada em razão da "impossibilidade de aplicar em curto prazo medidas necessárias a impedir a disseminação desses microrganismos".

Outro motivo apontado pelo hospital é a superlotação do Centro de Terapia Intensiva (CTI), situado no terceiro andar. As dez vagas da ala estão ocupadas. Com isso, os pacientes infectados tiveram de ser mantidos no setor de emergência, no térreo.

Segundo um assessor da diretoria do hospital, quatro infectados estão sendo mantidos isolados na área de emergência e o quinto foi transferido para o Hospital Estadual Azevedo Lima.

"Durante esse período de excepcionalidade, serão executadas medidas necessárias para que, no mais breve espaço de tempo, possamos retomar as atividades naquele setor", informou o hospital, no comunicado assinado pelo diretor-geral, Tarcísio Rivello, pelo diretor-médico, Haberlandh Sodré, e pelo chefe do Serviço de Infectologia, Ralph Antônio Xavier Ferreira.

Leia mais sobre: infecção hospitalar

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.