Supremo Tribunal Federal concede liberdade ao médico Roger Abdelmassih

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, concedeu liberdade ao médico Roger Abdelmassih, um dos principais especialistas em reprodução humana assistida do País, acusado de envolvimento em crimes sexuais.

iG São Paulo |

AE
O médico Roger Abdelmassih em sua clínica

O especialista havia pedido a revogação de sua prisão preventiva por meio do habeas corpus nesta terça-feira.

Mendes concluiu que não havia mais motivos para manter o médico preso porque o pedido de prisão foi feito da seguinte forma: ou prendê-lo ou proibi-lo de exercer a medicina. Como o registro dele no Conselho Regional de Medicina foi suspenso, não há motivos, segundo presidente do STF, para mantê-lo preso porque ele não tem mais como exercer a medicina.

O advogado do médico, o ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos, sustentou o mesmo argumento. Disse que o argumento para a decretação da prisão de Abdelmassih não existe mais. Ele também alegou que o médico é primário, tem bons antecedentes, residência fixa e é um profissional renomado e de reputação ilibada.

No início de 2009, diversas mulheres que fizeram tratamento de infertilidade na clínica em uma bairro da zona nobre da capital procuraram o Ministério Público do Estado de São Paulo para denunciar supostos crimes. Abdelmassih estava preso desde 17 agosto.

*Com Agência Estado

Leia mais sobre: Abdelmassih

    Leia tudo sobre: médicoroger abdelmassih

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG