BRASÍLIA - O ministro da Justiça, Tarso Genro, afirmou nesta terça-feira que o Supremo Tribunal Federal (STF) não irá decidir a partir de pressõesveladas sobre a demarcação contínua da terra indígena Raposa Serra do Sol, em Roraima. Eu acho que não existe a possibilidade de conflitos por mais que se façam ameaças veladas como fez o governador do Estado [José de Anchieta Júnior, governador de Roraima] recentemente, disse. http://ultimosegundo.ig.com.br/bbc/2008/12/08/entenda+a+disputa+em+torno+da+reserva+raposa+serra+do+sol++3148021.html target=_topEntenda a disputa em torno da reserva Raposa Serra do Sol

Acordo Ortográfico

Ao chegar em Brasília na segunda-feira para o julgamento do processo, marcado para começar na manhã desta quarta-feira, o governador de Roraima, José de Anchieta Júnior, declarou que qualquer decisão do STF irá provocar conflitos no local e delegou a responsabilidade de enfrentá-los ao governo federal.

De acordo com o ministro, os conflitos não ocorrerão porque "ambas as
partes envolvidas na questão estão maduras". Entretanto, Genro acrescentou que, caso haja qualquer tipo de conflito, o Estado brasileiro vai fazer valer a lei. "Seja qual for a decisão do Supremo, nós iremos cumpri-la", destacou.

Leia também:

Leia mais sobre: Raposa Serra do Sol

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.