Supremo inicia julgamento que define futuro político de Palocci

BRASÍLIA (Reuters) - O Supremo Tribunal Federal iniciou na tarde desta quinta-feira o julgamento para decidir se acata as denúncias contra o deputado e ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci, acusado de violar o sigilo bancário do caseiro Francenildo dos Santos Costa. O escândalo, ocorrido em 2006, custou-lhe o cargo e o status de nome natural dentro do PT para a sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Reuters |

Os ministros do STF decidirão se acatam pedido do Ministério Público para abrir um processo criminal contra o parlamentar.

Se for absolvido, como esperam colegas de partido e o próprio Lula, seu caminho fica livre para assumir um papel de protagonista nas eleições de 2010, que poderia envolver a disputa pelo governo de São Paulo.

Em 2006, Francenildo relatou à imprensa que Palocci, ex-prefeito de Ribeirão Preto, encontrava-se com lobistas em uma casa de Brasília, suposto local de distribuição de dinheiro e festas privadas.

Depois da denúncia, o caseiro teve seu sigilo quebrado e divulgado para a imprensa por conta de um alto valor depositado em sua conta. O dinheiro poderia justificar a tese de que ele estava a serviço da oposição.

Francenildo alegou que o dinheiro viera de seu pai, que faria os depósitos em segredo por se tratar de um filho ilegítimo.

(Texto de Natuza Nery)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG