Supremo contesta declarações de Protógenes

No início da noite deste domingo (15), o Supremo Tribunal Federal (STF) publicou uma nota, em seu site, afirmando que o ministro Carlos Alberto Menezes Direito não analisou o mérito da ação contra dispositivo que autoriza a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) a manter, em caráter permanente, representantes dos órgãos componentes do Sistema Brasileiro de Inteligência no Departamento de Integração do Sistema Brasileiro de Inteligência.

Congresso em Foco |

Apesar de não citar, em momento algum, a declaração dada pelo delegado federal Protógenes Queiroz hoje, a nota foi publicada para rebater as frases do policial. "Mais recentemente, [a decisão do ministro] Carlos Direito, traz aí o cunho de legalidade, o cunho de legalidade dessa ação policial, que foi necessária para poder revelar para o Brasil e ao povo brasileiro os meandros do submundo da corrupção, disse Protógenes.

    Leia tudo sobre: protógenes queiroz

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG