Suposto fornecedor do tráfico no Brasil é preso em MS

Prisão fez parte da Operação sem fronteiras

AE |

selo

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu na quarta-feira em Ponta Porã (MS) Valdemar Kerkhoff Júnior, de 28 anos, acusado de ser o líder de um esquema milionário de envio de grandes cargas de drogas para facções criminosas no Brasil. A prisão faz parte da "Operação sem fronteiras”.

De acordo com a investigação, Júnior era o principal comprador de maconha e cocaína dos traficantes das cidades paraguaias de Pedro Juan Cabalero e Capitan Bado. Aproximadamente três toneladas de maconha e 50 quilos de cocaína eram enviados, por semana, para os Estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília e regiões do Sul do País.

Ainda segundo a polícia, além de adquirir material entorpecente em países do Mercosul, a principal função do suspeito era administrar os empresários do tráfico, que estabeleciam empresas, corrompiam autoridades, adquiriam patrimônio e recrutavam pessoas para estabelecer relações internacionais, enviando e recebendo drogas para os principais líderes de organizações criminosas das cidades que abasteciam.

Segundo os agentes, Valdemar era procurado pela Polícia Federal (PF) e contra ele havia um mandado de prisão expedido pela Justiça paraguaia. O suspeito foi capturado após ser vigiado por quatro dias, na cidade em que foi preso, onde estava escondido. Após a captura, o preso foi escoltado até o aeroporto de Campo Grande para a transferência para o Rio de Janeiro, onde ficará aguardando decisão da Justiça

    Leia tudo sobre: crimetráficoquadrilhadrogas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG