Suposta espionagem contra Jarbas será apurada

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), vai pedir ao Ministério da Justiça que a Polícia Federal apure a denúncia de que o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) estaria sendo vítima de espionagem. Em nota distribuída à imprensa, Sarney considerou “gravíssima” a denúncia feita por Jarbas e informou que também pedirá ao procurador-geral da República, Antônio Fernando de Souza, o acompanhamento da investigação da PF pelo Ministério Público.

Agência Estado |

Em reportagem publicada pela revista Veja , Jarbas diz que integrantes do PMDB teriam contratado uma empresa de investigação para grampear seus telefonemas e vigiar seus passos e de seus familiares. Segundo a revista, a espionagem teria o objetivo de “criar constrangimento” ao senador e “desqualificar” as denúncias feitas por ele no mês passado, de que o PMDB é um partido corrupto.

Jarbas disse na reportagem que também pretende pedir à PF que apure o caso. “Já é inadmissível que arapongas vasculhem a vida de um senador da República. Mas é um escândalo descomunal imaginar que a contratação dos espiões tenha partido daqui”, disse Jarbas à revista, citando o Congresso. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG