Suplicy: País não suporta mais acusações sem resposta

O senador Eduardo Suplicy (PT-SP) afirmou, no pronunciamento que iniciou há instantes da tribuna do Senado, que o presidente da Casa, senador José Sarney (PMDB-AP), ainda não apresentou explicações satisfatórias para as denúncias contra ele, arquivadas pelo Conselho de Ética e pela Mesa Diretora. O País não suporta mais tantas acusações sem resposta, afirmou Suplicy, começando por mencionar as denúncias de nomeações de parentes e pessoas próximas a Sarney para cargos no Senado e também os desvios de dinheiro da Petrobras pela Fundação José Sarney.

Agência Estado |

O presidente do Senado afirma que não cometeu nepotismo e que não tem responsabilidades na gestão da fundação, embora nos estatutos da entidade seu nome conste como presidente vitalício.

Segundo o senador do PT, "todos os desvios e acusações" de que são acusados os parlamentares precisam ser apurados "com mais rigor" do que os relacionados a outras pessoas, porque os congressistas são "tomados como exemplos a ser seguidos." Suplicy disse que, apesar dos pronunciamentos feitos por Sarney, "várias dúvidas persistem" e, apesar dos apelos, "o senador Sarney não se dispôs a comparecer ao Conselho de Ética para dar explicações".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG