Suplicy defende Mercadante em plenário e apoia recurso da oposição

BRASÍLIA - O senador Eduardo Suplicy (PT-SP) defendeu na noite desta quinta-feira no Plenário do Senado Federal o líder de seu partido, Aloizio Mercadante, que saiu enfraquecido após a divergência na votação no Conselho de Ética. Suplicy também afirmou que é favorável ao recurso que a oposição protocolou nesta tarde contra o arquivamento das acusações a respeito do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

Camila Campanerut, repórter em Brasília |

Agência Senado
Ontem foi um dia de extremo desconforto quando o líder [presidente nacional do PT] Ricardo Berzoini, em sua carta, pedia que a orientação do PT seria a do arquivamento, relembra Suplicy.


Segundo o senador petista, assim que ele soube da carta, ele ligou para Berzoini para dizer que não achou o pedido adequado. Argumentei que Mercadante tinha nos assegurado que poderíamos votar com a nossa consciência, replicou Suplicy.

No entanto, Berzoini teria dito a Suplicy que estava convencido de que a maioria da Executiva Nacional da legenda estava de acordo com ele, pelo apoio do PT ao PMDB, principal partido da base aliada do governo.

Renúncia

O senador Aloizio Mercadante (PT-SP) deve renunciar à liderança do PT no Senado em discurso nesta sexta-feira. A pedido do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o senador adiou o discurso, que aconteceria nesta quinta. Entretanto, apesar da conversa com Lula, a decisão de Mercadante é "irreversível', de acordo com a sua assessoria de imprensa.

A decisão foi tomada após os senadores do PT votarem pelo arquivamento de todos os processos contra José Sarney no Conselho de Ética, seguindo orientação de uma nota do partido.

Leia também:



Leia mais sobre:
crise no Senado


    Leia tudo sobre: mercadanteptsenadosenadoressuplicy

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG