Suplicy cobra de Sarney esclarecimento de denúncias

O senador Eduardo Suplicy (PT-SP) cobrou esta tarde do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), explicações sobre o teor das representações movidas contra ele no Conselho de Ética, arquivadas na semana passada. A situação no Senado não está tranquila, não está resolvida, afirmou, acrescentando que as pessoas cobram maiores esclarecimentos sobre as representações apresentadas contra Sarney.

Agência Estado |

"O arquivamento (das ações contra Sarney) não significou que tenhamos resolvido os problemas do Senado. Não tivemos a solução suficientemente resolvida", disse. Em um aparte ao discurso de Sarney em homenagem a Euclides da Cunha, Suplicy disse que tem ouvido cobranças. "Esta é a voz que ouço de toda a parte. As coisas não podem ficar como estão", afirmou.

Suplicy lembrou o fato de o líder do PT, Aloizio Mercadante (SP), ter recomendado a Sarney que se afastasse da Presidência do Senado até que fossem esclarecidas todas as denúncias contidas nas representações. "Nossa voz acabou não sendo ouvida, por uma ação da presidência do PT, do Palácio do Planalto, do presidente Luiz Inácio Lula da Silva", comentou, lembrando que os senadores do PT arquivaram as representações contra Sarney.

Ele repetiu frase citada por Mercadante em seu discurso de sexta-feira: "O erro dos homens pode ser porta-voz de novas descobertas. Esta casa errou, meu governo errou, meu partido errou, nós erramos, eu errei, porque essa não é a solução que o Brasil precisa."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG