Estudo publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences indica que suplementos vitamínicos podem bloquear efeitos benéficos de exercícios físicos. Os exercícios físicos ajudam a aumentar a sensibilidade do corpo à insulina, produzindo os radicais livres que ajudam no combate a infecções.

Mas, em excesso, essas moléculas causam estresse oxidativo e podem levar ao desenvolvimento de doenças. Para equilibrar a ação dessas moléculas o próprio organismo produz antioxidantes.

Michael Ristow, da Universidade de Jena, na Alemanha, e colegas compararam a sensibilidade à insulina e a quantidade de oxigênio reativo (ou radicais livres) produzido em homens que se exercitaram e receberam doses diárias de vitaminas C (1 g) e E (400 mg) com outros voluntários que passaram por atividades físicas, mas não ingeriram antioxidantes na forma de suplementos.

Após quatro semanas de testes, “o estresse oxidativo induzido pelos exercícios melhorou a sensibilidade à insulina e causou uma resposta adaptativa por meio da promoção da capacidade de defesa antioxidante”, descreveram os autores. Mas a melhoria ocorreu apenas no grupo que não ingeriu antioxidantes em suplementos. Segundo os pesquisadores, os radicais livres provavelmente têm um efeito benéfico ao aumentar a sensibilidade à insulina, efeito que é bloqueado pelo consumo de vitaminas antioxidantes.

AE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.