Superintendente da Defesa Civil confirma 307 ocorrências e 200 homens nas ruas

Logo após a sua entrevista coletiva, o prefeito Eduardo Paes convocou o superintendente da Defesa Civil Municipal, Marcelo Hess, para dar esclarecimentos mais técnicos sobre os estragos causados pelas chuvas no Rio de Janeiro e as medidas que estão sendo tomadas.

Vicente Seda, iG Rio de Janeiro |

  • Eduardo Paes diz que Rio reage bem às chuvas
  • Defesa Civil confirma 18 mortes no estado

    De acordo com Hess, são 19 pontos de alagamento, confirmando 10 mortes, em dois deslizamentos e duas quedas de imóvel. Paes interrompeu rapidamente o superintendente no início das suas declarações para dizer que conseguiu passar de carro pela maioria dos pontos de alagamento e ressaltar que a cidade está "reagindo bem" às chuvas constantes. "A gente sempre pergunta à Georio se tinha alguma obra a ser feita e se pessoas morreram porque não fizemos", ponderou o prefeito.

    Hess continuou apontando um total de 307 ocorrências na cidade desde ontem. "O Centro de operações facilita uma resposta mais rápida. A Defesa Civil está com 200 homens nas ruas, entre engenheiros e técnicos para atender as ocorrências. Estamos em estado de alerta para deslizamentos por causa do solo molhado em toda a cidade. O plantão continua enquanto a cidade estiver em alerta. Foram todos chamados e as equipes estão todas na rua".

    O superintendente disse que o volume de chuvas não foi tão alto, mas o problema é que foi constante, prejudicando bastante o solo em diversos pontos. "A orientação é: percebendo qualquer situação de risco, saia e procure um local seguro. A Defesa Civil está montando uma unidade de coordenação avançada em Copacabana e outros pontos. O plano de contingência para o réveillon está mantido e todas as equipes foram reforçadas para atender os eventos usuais e as emergências".

    Leia tudo sobre: chuvasdefesa civileduardo paes

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG