Suíço é preso na BA acusado de fraude e estelionato

Agentes da Polícia Federal (PF) e da Interpol prenderam na sexta-feira o suíço Anton Schmid, condenado a dez anos de prisão em seu país. Ele estava em um hotel situado em Santo Estêvão, na Bahia.

Agência Estado |

Schmid está no Brasil desde 2004. Aqui, de acordo com a PF, ele se apresentava como próspero empresário e viajava pelo País em busca de investimentos de alto padrão.
Em Búzios, no Rio de Janeiro, o suíço teria firmado a compra e venda de um resort avaliado em R$ 1,5 milhão e, na capital fluminense, prometido doar R$ 1 milhão a uma organização não-governamental que auxilia crianças carentes. Em Fortaleza, no Ceará, ele teria demonstrado interesse na aquisição de um hotel e de outros imóveis. Na Bahia, segundo a PF, envolveu-se na compra e venda de uma lancha, um hotel e uma ilha avaliada em US$ 20 milhões.

Schmid é acusado também de apresentar uma carta de intenções à prefeitura de Nazaré das Farinhas, também na Bahia, comprometendo-se a estabelecer na cidade uma fábrica de filtros antipoluentes. Segundo a PF, em todos os casos, o preso não aparecia nas datas marcadas e sumia levando documentos que o credenciavam a novos golpes. Ele deverá ser transferido para a PF no Rio de Janeiro, onde aguardará o andamento do processo de extradição feito pelo governo da Suíça e em trâmite no Supremo Tribunal Federal (STF).

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG