O piloto suíço Yves Rossy realizou nesta quarta-feira o primeiro vôo com sua nova asa de carbono presa às costas, relembrando sua façanha de 2004 quando ganhou o apelido de homem fusão.

Rossy atirou-se de um pequeno avião, a 2.500 metros de altitude, sobre Bex (oeste da Suíça), voando com sua única asa, enquanto meios de comunicação registravam o vôo de cinco minutos.

Preso à asa, que tem quatro pequenos reatores, o piloto foi capaz de dar várias piruetas no ar, a mais de 200 km/h, antes de abrir o pára-quedas e descer, são e salvo, para a terra firme.

Ex-piloto militar e atualmente funcionário da companhia aérea Swiss, Yves Rossy, de 48 anos, converteu-se em 2004 no primeiro homem que vôo com uma asa individual equipada com reatores.

bar/cl/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.