Em mais uma tentativa de pressionar o governo brasileiro sobre as vantagens do caça sueco Gripen, da Saab, em relação aos seus concorrentes, o ministro da Defesa da Suécia, Sten Tolgfors, se reuniu nesta tarde com o ministro da Defesa, Nelson Jobim. Acreditamos que temos chance de sermos escolhidos pois nós temos a melhor tecnologia para a próxima década e o preço mais competitivo tanto do aparelho, quanto de custo de operação, declarou o ministro sueco, após conversar com Jobim, que informou que o fim do processo de escolha deverá ocorrer no mês que vem.

O encontro de Sten Tolgfors com Jobim antecede a visita dos reis da Suécia ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a partir desta terça-feira, quando, mais uma vez, os suecos tentarão mostrar ao governo brasileiro a importância e os benefícios para o país com a compra do Gripen. O avião sueco concorre com o F-18, norte-americano, e o Rafale, francês, modelo preferido do Planalto e da Defesa, com base na Estratégia Nacional de Defesa e pela parceria estratégica assinada com o governo da França.

Segundo o ministro da Defesa sueco, o Gripen é o modelo que mais oferece transferência de tecnologia. Lembrou ainda que os dois países têm uma forte indústria aeronáutica que poderão trabalhar completamente entrosadas, reiterando que este trabalho integrado permitirá uma maior e melhor transferência de tecnologia. Em seguida, alfinetou o modelo francês, preferido pelo Brasil, justificando que o Rafale tem componentes suecos, ingleses e até americanos. "A principal questão é: você tem ou não conhecimento de sistemas integrados dentro de um sistema de um caça? Se você tem conhecimento, você não depende de um parceiro e nós somos a única alternativa para o Brasil oferecendo esse know-how, esse conhecimento de sistemas integrados em um novo sistema", afirmou o ministro, ao defender seu avião.

Dentro da programação estabelecida para os reis da Suécia, eles farão ainda uma visita à Embraer, em São José dos Campos, empresa que está apta a receber os conhecimentos para a transferência de tecnologia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.