Sucessos e raridades do cinema são atração da Virada Cultural em São Paulo

Longe de ser um evento dedicado apenas à música, a Virada Cultural confirma e expande essa tendência em sua quarta edição, no próximo final de semana, em São Paulo. Das 18h de sábado (26) às 18h de domingo, diversas salas de cinema da cidade não vão acender as luzes, projetando sem parar sucessos de público da Mostra Internacional de São Paulo, curtas-metragens de um minuto, cultuados filmes de horror e outras produções difíceis de encontrar espaço na programação comercial.

Da Redação do Último Segundo |

Confira abaixo os locais para assistir as sessões que acontecer madrugada adentro na capital paulista.

Teatro Municipal

O telão instalado do lado de fora do Teatro Municipal vai exibir no intervalo dos shows uma série de curtas-metragens, com curadoria da Associação Cultural Kinoforum, que desde 1990 realiza o Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo. Curtas no Teatro Municipal . Grátis. Praça Ramos de Azevedo, s/nº.

19h30 ¿ Curtas: Volta ao Mundo em curto tempo
22h30 ¿ Curtas: Música e fotografia sob o céu de São Paulo
01h30 ¿ Curtas: Intolerância, segundo Phil Mulloy
04h30 ¿ Curtas: Lendas, mitos e sertão - a animação brasileira virando no amanhecer.
07h30 ¿ Curtas: Crianças, adolescentes e um jogador de futebol, todos em duelos com problemas bem peculiares.
10h30 ¿ Curtas: Heróis dos quadrinhos, do cinema e da criação divina.
13h30 ¿ Curtas: Oficinas Kinoforum, olhar plural
16h30 ¿ Curtas: Curtas sobre rodas

Cinemateca Brasileira

Com programação voltada para longas com temática musical, a Cinemateca Brasileira filmes clássicos como Os reis do iê-iê-iê, primeiro longa-metragem dos Beatles, e Tommy, ópera-rock do The Who, passando pelo documentário O lixo e a fúria, retrato do punk inglês, chegando a raridades como Dingo, único trabalho de Miles Davis como ator, e Um samurai em Copacabana, comédia psicodélica sobre as aventuras do cantor japonês de surf music Yuzo Kayama. 24 Horas de Música na Cinemateca. Grátis. Largo Senador Raul Cardoso, 207, Vila Clementino.

18h -  Dingo
20h ¿ É Simonal
22h ¿ Only the strong survive
00h ¿ Tommy
02h ¿ O lixo e a fúria
04h ¿ Rockers
06h ¿ Um samurai em Copacabana
08h ¿ Os reis do Iê-iê-iê
10h ¿ Downtown 81
12h ¿ A rima e a razão
13h30 ¿ Sessão: 3 curtas sobre o hip hop
15h30 ¿ L.A.P.A e Pretinho Babylon

Sesc Pompéia

A mostra "Vida Louca, Vida Intensa ¿ Uma Viagem pela Contracultura" exibe produções raras que refletem o espírito contestatório das décadas de 1960 e 1970, passando pelos beatniks, psicodelia e o movimento punk. Destaque para os curtas de William Burroughs e a adaptação de "Almoço Nu" dirigida por David Cronenberg; o cult "Chappaqua"; uma apresentação do grupo Velvet Underground, ainda com a cantora Nico na formação, filmada pelo lendário artista plástico Andy Warhol; e o curioso "Alice in Acidland", paródia alucinógena de "Alice no País das Maravilhas". Vida Louca, Vida Intensa ¿ Uma Viagem pela Contracultura . Grátis. Rua Clélia, 93.

18h ¿ "Sound??" (1967), de Dick Fontaine; "Extreme Private Eros Love Song" (1974), de Kazuo Hara
20h30 ¿ "Naked Lunch" (1991), de David Cronenberg
22h30 ¿ "The Cut-ups" (1966), de William Burroughs; "Ghost at nº 9" (1972), de William Burroughs e Bryon Gysin; "Towers Open Fire" (1963), de William Burroughs e Bryon Gysin; "Bill & Tonny" (1972), de Anthony Balch
00h ¿ "Poeta do Submundo" (1991), de Klaus Maeck
01h ¿ "Se" (1968), de Lindsay Anderson
03h ¿ "Chappaqua" (1967), de Conrad Rooks
04h30 ¿ "More" (1969), de Barbet Schroeder
06h30 - "The Trip" (1967), de Roger Corman
08h ¿ Sessão Desintoxicação
14h ¿ "The Velvet Underground & Nico" (1967), de Andy Warhol
15h30 ¿ "Blank Generation" (1979), de Ulli Lommel
17h30 ¿ "Alice in Aciland" (1968), de John Donne

Cine Olido

Uma seleção de sucessos da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo será exibida no Cine Olido, no centro da cidade. Entre os longas selecionados está o mexicano O Violino, o chileno Machuca, Um Filme Falado, do veterano cineasta português Manoel de Oliveira, e Neste Mundo, rodado no Afeganistão pelo diretor cult britânico Michael Winterbottom. Destaque para a sessão de encerramento, com a exibição de Vitus, representante da Suíça no Oscar 2007 e inédito comercialmente. Mostra Internacional de Cinema na Virada . Grátis. Av. São João com Largo do Paissandu.

18h ¿ O Violino (2006), México, de Francisco Vargas
20h ¿ Esperando al Mesias (2000), Argentina, de Daniel Burman
22h ¿ Histórias de Cozinha (2003), Noruega / Suécia, de Bent Hamer
00h ¿ Neste Mundo (2002), Inglaterra, de Michael Winterbottom
02h ¿ Vício e Beleza (2000), Taiwan, de Lin Cheng-Sheng
04h ¿ Um Filme Falado (2003), Portugal, de Manoel de Oliveira 
07h ¿ A Jornada de James para Jerusalém (2003), Israel, de Raanan Alexandrowicz
10h ¿ Machuca (2004), Chile, de Andrés Wood
13h ¿ Mongolian Ping Pong (2005), de China, de Ning Ha
16h ¿ Vitus (2006), Suíça, de Fredi M. Murer

Sala Olido

Com curadoria de Carlos Reichenbach, a Sala Olido vai abrigar a mostra Virada das Vampiras. Filmes clássicos (e às vezes explícitos) protagonizados pelas sugadoras de sangue estão previstos na programação, caso de produções raras como A Orgia Noturna dos Vampiros, de Leon Klimovski, Lábios de Sangue, do francês Jean Rollin, e o japonês Lady Vampire, de 1959. Virada das Vampiras . Grátis. Av. São João com Largo do Paissandu.

18h ¿ Vampiras (Vampyres),  1974, de Jose Ramon Larraz
20h ¿ A Prometida de Drácula (La Fiancée de Dracula), 2002, de Jean Rollin
22h ¿ O Inferno de Drácula (Evil of Dracula), 1974, de Michio Yamamoto
00h ¿ Sangue de Virgens (Sangre de vírgenes), 1967, de Emilio Vieyra
02h ¿ A Boneca Vampira (The Vampire Doll), 1970, de Michio Yamamoto
04h ¿ A Vampira Nua (La Vampire Nue), 1970, de Jean Rollin
06h ¿ Alucarda (Alucarda, la hija de las tinieblas), 1978, de Juan Lopez Monctezuma
08h ¿ O Êxtase do Vampiro (Fluch der schwarzen Schwestern), 1973, de Joseph Sarno
10h - Lady Vampire (Onna kyuketsuki), 1959, de Nobuo Nakagawa
12h - A Loucura do Vampiro (Le Frisson des Vampires), 1971, de Jean Rollin
14h - A Orgia Noturna dos Vampiros (The Vampires Night Orgy), 1973, de Leon Klimovski
16h - Lábios de Sangue (Lèvres de Sang), 1975, de Jean Rollin

Praça do Patriarca

Os curtas-metragens que nos últimos anos participaram do Festival do Minuto, que contempla filmes com até 60 segundos de duração, serão uma das atração do telão montado na Praça da Patriarca ao longo de toda a Virada Cultural. 24 Horas de Filmes do Minuto . Grátis. Praça do Patriarca.

CineSesc

A partir da meia-noite de sábado, o Cinesesc exibe três filmes, dois deles grandes sucessos de público da última edição da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo ¿ Sympathy For The Devil, visão de Jean-Luc Godard para os Rolling Stones e Control, cinebiografia de Ian Curtis, vocalista da banda britânica Joy Division. Nos intervalos das sessões, apresentações e performances. O ciclo se completa com um café-da-manhã. Cinesesc na madrugada . Preço por sessão: R$ 12, R$ 6 e R$ 3 (inteira, estudante e sócios do Sesc, respectivamente); Pacote completo: R$ 30, R$ 15 e R$ 7,50. Café da manhã: R$ 9. Rua Augusta, 2075.

0h ¿ Rolling Stones, Sympathy For The Devil, de Jean-Luc Godard (Inglaterra, 1968)
2h ¿ Nossa Vida Não Cabe Num Opala, de Reinaldo Pinheiro (Brasil, 2006)
4h ¿ Control, de Anton Corbijn (Inglaterra e EUA, 2007)

Leia mais sobre: Virada Cultural

    Leia tudo sobre: virada cultural

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG