BRASÍLIA - O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou nesta sexta-feira pedido de habeas-corpus ao traficante Fernandinho Beira-Mar. Esse é o terceiro pedido apresentado pela defesa de Beira-Mar, que alega que seu cliente tem sofrido coação dentro do Presídio Federal de Segurança Máxima de Campo Grande (MS).

Ao negar o pedido, o STJ argumentou que não há registro de coação ilegal ou abuso de poder no presídio.

Beira-Mar foi condenado a 29 anos e 8 meses de prisão pelos crimes de tráfico de drogas e armas e lavagem de dinheiro. Segundo investigação da Polícia Federal (PF), Beira-Mar fazia parte do grupo criminoso Comando Vermelho, com ramificações na América Latina.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.