STJ nega hábeas a acusada por morte de milionário

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou hoje o pedido de habeas-corpus para a professora de educação física Janaína Silva de Oliveira, presa sob acusação de envolvimento na morte de Renê Senna, ganhador da Mega Sena assassinado em 7 janeiro de 2007. A ministra Laurita Vaz, da Quinta turma do STJ, não aceitou os argumentos da defesa.

Agência Estado |

De acordo com a defesa, a professora teria direito a prisão especial, já que tem formação superior. A defesa alegou também que faltou a demonstração dos motivos que justificavam a manutenção dela na cadeia. Segundo informações do STJ, foi pedido pela defesa que a professora tivesse a prisão revogada ou que pudesse cumprir a pena em casa.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG