STF recomenda desbloqueio de rodovia em Roraima

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Carlos Ayres Britto, recomendou ao ministro da Justiça, Tarso Genro, o desbloqueio da RR-319, na terra indígena Raposa Serra do Sol, em Roraima.

Agência Estado |

A Transarrozeira foi interditada por indígenas que exigem a expulsão dos arrozeiros há uma semana.

A ordem foi repassada ao superintendente da Polícia Federal, José Maria Fonseca, que hoje à tarde foi até à barreira, a 105 quilômetros de Boa Vista, negociar com os indígenas.

No retorno, o delegado informou que os índios concordaram com a liberação da estrada, mas até sua saída do local permaneciam mobilizados. Segundo ele, os indígenas exigiram mais policiamento para evitar o tráfego de pessoas armadas. "Eles disseram que há pessoas transitando com carabinas, em caminhonetes."

Para atender à reivindicação, o superintendente informou que vai reforçar o efetivo já existente em uma barreira da PF a 60 quilômetros do conflito. Além disso, acrescentou que a Fundação Nacional do Índio (Funai) vai instalar dois pontos de comunicação via rádio nas comunidades indígenas próximas à barreira.

O procurador-Geral de Roraima, Luciano Queiroz, afirmou hoje que o ministro Ayres Britto recomendou o desbloqueio da RR-319 após ação judicial protocolada pelo estado, ontem à tarde. "Ele despachou no processo às 21 horas, de sua casa, em Brasília." Queiroz pediu ainda que o STF ordenasse a proibição de novos bloqueios até a decisão definitiva, que deve ocorrer em duas semanas.

Leia mais sobre o conflito entre índios e arrozeiros

    Leia tudo sobre: raposa serra do sol

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG