STF mantém preso filho do Fernandinho Beira-Mar

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou hoje o pedido de liberdade de Felipe Alexandre da Costa, filho do traficante Fernandinho Beira-Mar. Acusado de lavagem de dinheiro e tráfico de drogas e armas, ele entregou-se à polícia em fevereiro deste ano, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

Agência Estado |

Os advogados de Felipe alegavam que a Justiça decretou a prisão preventiva dele com base em prova ilícita e sem a devida e suficiente fundamentação. O relator do caso, ministro Cezar Peluso, negou o habeas-corpus por conta da Súmula 691, que impede a Corte de julgar habeas que aguarda julgamento de mérito em tribunais superiores. No caso de Felipe, é preciso esperar a decisão do mérito de um habeas no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Peluso ressaltou ainda que, segundo relatório do STJ, Felipe exercia importante papel na lavagem de dinheiro de um grupo que, durante um ano, traficou 753 quilos de cocaína e 3,6 mil toneladas de maconha.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG