STF dá 5 dias para Itália se manifestar sobre Battisti

O Supremo Tribunal Federal (STF) concedeu ao governo italiano prazo de cinco dias para que se manifeste sobre o pedido de liberdade feito pela defesa do ex-ativista político italiano Cesare Battisti. Na sexta-feira, o governo italiano entrou com pedido de vista no STF, solicitando que fosse ouvido no processo de extradição de Battisti.

Agência Estado |

Segundo informou o STF em seu site, o ministro Cezar Peluso também requisitou ao ministro da Justiça, Tarso Genro, a cópia da decisão do Comitê Nacional para os Refugiados (Conare). Genro discordou do Conare, que negou o pedido de Battisti, e concedeu refúgio político ao italiano no dia 13.

O ministro do STF afirmou que, sem o depoimento do governo italiano, o tribunal não poderá julgar o pedido de extradição. Battisti só poderá ganhar a liberdade caso o STF arquive seu processo de extradição. Peluso ressaltou que a "eventual apresentação de novos requerimentos sobre esses assuntos poderá retardar o desfecho do processo".

Battisti cumpre prisão preventiva desde março de 2007, enquanto o Supremo julga a extradição solicitada pela Itália. O governo italiano alega que Battisti foi condenado por quatro assassinatos que teriam sido cometidos entre 1977 e 1979.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG