STF cancela sessões em respeito a morte do ministro Carlos Alberto Menezes Direito

BRASÍLIA - As sessões do Supremo Tribunal Federal (STF) desta terça e quarta-feira foram canceladas em respeito a morte do ministro Carlos Alberto Menezes Direito na madrugada desta terça-feira, no Rio de Janeiro.

Camila Campanerut, repórter em Brasília |

Segundo o STF, o ministro estava afastado das funções para tratamento médico desde maio deste ano.

Em entrevista à Rádio Justiça, o vice-presidente do STF, ministro Cezar Peluso; a ministra Ellen Gracie e os ministros Marco Aurélio Mello e Carlos Ayres Britto; o ministro da Justiça, Tarso Genro e os juristas Ives Gandra e Ives Gandra Filho prestaram suas homenagens a Carlos Direito.

Menezes Direito era casado com Wanda Direito e deixou três filhos: Carlos Alberto, Carlos Gustavo e Luciana Maria; e netos. Por parte do presidente José Sarney (PMDB-AP), o Senado Federal designou os senadores Demóstenes Torres (DEM-GO) e Marco Maciel (DEM-PE) para representar a Casa Legislativa no velório. 

Gostaria de registrar a consternação nossa. O ministro era uma pessoa extraordinária, firme. Um jurista que encontrou o ápice de sua carreira merecidamente no STF, definiu o senador Demóstenes Torres.

O velório está sendo realizado no antigo prédio do Supremo Tribunal Federal no Rio de Janeiro (Av. Rio Branco, 241 ¿ Centro) e o enterro será às 17h, no cemitério São João Batista.

Leia mais sobre: STF

    Leia tudo sobre: ministrostf

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG