O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu hoje arquivar inquérito contra o ex-ministro da Fazenda e deputado Antonio Palocci (PT-SP) para apurar o seu envolvimento em irregularidades na contratação, pela prefeitura de Ribeirão Preto, de empresa de recolhimento de lixo urbano. Os ministros levaram em consideração o fato de o próprio procurador geral da República, Antonio Fernando de Souza, ter pedido a rejeição da denúncia sobre a alegação de que as provas colhidas até o momento não eram suficientes para confirmar a participação de Palocci nas supostas irregularidades.

Somente o ministro Marco Aurélio Mello votou favorável à abertura do inquérito.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.