SÃO PAULO ¿ Stevie Wonder, que completou 59 anos no dia 13, lançou o primeiro disco em 1962. Portanto, contando só o material gravado, tem 47 anos de carreira.

Só agora, no entanto, os fãs são contemplados com um registro de show do grande cantor. Eis que chega "Live at Last" (Motown/Universal), com mais de duas horas de duração. Registrado no Arena O2, em Londres, em outubro de 2008, o DVD evidencia como o ícone da soul music se mantém em grande forma vocal, com imagens de alta definição e áudio impecável.

No DVD não há nada além do show. Wonder começa a sessão com scat singing e palmas, correspondido com enorme entusiasmo pelo público. Depois emenda com um solo de gaita, com a bateria de fundo. Aos poucos, outros instrumentos vão se juntando a eles para finalmente irromper no contagiante "All Blues", instrumental. Na sequência, Wonder vai ao piano e sacode a arena lotada com a funkeada "As If You Read My Mind". Em "Master Blaster (Jammin)" adianta que Barack Obama vai ser o próximo presidente.

É um grande início e num crescendo o show vai ganhando força, com poucos, mas poderosos hits. Estrategicamente, o roteiro reserva as melhores e as mais populares canções de Wonder para o fim. Até "Part-Time Lover" e "I Just Called to Say I Love You" soam melhores do que nas gravações originais. "You Are the Sunshine of My Life" vira quase um samba na sequência final, que inclui maravilhas como "Sir Duke", "Overjoyed", "I Wish", "Lately" e "Superstition".

Leia mais sobre: Stevie Wonder

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.