Stephanes diz que espera estar no ministério em 2010

Em discurso durante a solenidade de comemoração dos 148 anos do Ministério da Agricultura, o ministro Reinhold Stephanes sinalizou hoje que pretende continuar à frente da pasta, apesar do mal-estar com o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, que conduz em Genebra, na Suíça, as negociações da Rodada Doha da Organização Mundial do Comércio (OMC). Espero estar aqui para comemorar os 150 anos do ministério, afirmou.

Agência Estado |

O mal-estar surgiu em conseqüência da reação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à recente entrevista de Stephanes ao jornal O Estado de S. Paulo , na qual o ministro afirmou que a negociação da Rodada Doha "não serve para nada". Lula disse, em Lisboa, que a declaração de Stephanes "não tem influência na OMC". E Amorim também reagiu: "Pensa que estou aqui (em Genebra), me divertindo?"

No discurso que fez hoje, Stephanes aproveitou para enfatizar a "integração perfeita" entre seu ministério e o homem do campo. "Em todos os lugares, sou sempre homenageado antes de discursar", afirmou. Stephanes lembrou que nem sempre a vida de ministro foi fácil e citou as "reclamações" dos tempos do Ministério da Previdência.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG