Stephanes critica destruição de laranjal pelo MST em SP

O ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, e o secretário de Agricultura do Estado de São Paulo, João Sampaio, repudiaram hoje a derrubada de milhares de pés de laranja da fazenda da Cutrale (indústria do setor de sucos), no interior de São Paulo, por integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) ontem. Segundo integrantes do MST, houve necessidade de derrubada das árvores para que houvesse espaço para o plantio de feijão.

Agência Estado |

"É lamentável que isso ocorra", afirmou Stephanes, após participar de reunião do Conselho Nacional de Secretários de Agricultura (Conseagri), na sede do Ministério, em Brasília.

Ao sair do evento, Sampaio classificou a ação como "criminosa" e "absurda". "Não podemos fechar os olhos e deixar que isso vire rotina", defendeu. "A lei existe e precisa ser respeitada", continuou. Para o secretário, as pessoas que derrubaram as árvores deveriam responder pelos seus atos como uma ação criminosa. "Não digo que temos de criminalizar o MST, mas temos de criminalizar essa ação", argumentou.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG