Spielberg e DreamWorks negociam aliança com empresa indiana

Nova York, 18 jun (EFE) - O diretor de cinema americano Steven Spielberg e os estúdios DreamWorks SKG, que pertencem ao cineasta, estão a ponto de chegar a um acordo para criar uma nova aliança com o grupo indiano Reliance ADA, informou hoje o jornal The Wall Street Journal.

EFE |

A operação daria a Spielberg o dinheiro suficiente para financiar o desligamento, no fim do ano, da equipe da DreamWorks dos estúdios Paramount Pictures, que pertence ao grupo Viacom, segundo o jornal, que cita fontes anônimas a par das negociações.

O grupo Reliance ADA, com sede em Mumbai (Índia), pertence à família Ambani e tem investimentos em telecomunicações, serviços financeiros e no setor de cinema e entretenimento.

A Reliance ADA anunciou recentemente acordos com grandes nomes de Hollywood, como Tom Hanks, George Clooney, Jim Carrey e Brad Pitt.

Se o acordo com a firma indiana prosperar, a DreamWorks teria que escolher uma distribuidora para seus filmes.

O "Wall Street Journal" afirma que Spielberg preferiria que a Universal Pictures, que pertence ao conglomerado General Electric, distribuísse seus filmes, porque ali começou a carreira do cineasta, embora a Twentieth Century Fox, do grupo midiático News Corporation, também esteja sendo cogitada.

Spielberg, o executivo cinematográfico Jeffrey Katzenberg e o magnata da música David Geffen fundaram os estúdios de cinema DreamWorks em 1994.

Após mais de uma década como empresa privada, a Viacom comprou os estúdios em 2006.

As relações entre DreamWorks e Viacom ficaram tensas pelos contínuos choques entre seus diretores.

Além disso, Spielberg considera que, com a venda a Viacom, a DreamWorks tinha perdido a independência e se queixava em particular de que a Paramount levava todo o crédito dos sucessos dos filmes dos estúdios, segundo "The Wall Street Journal". EFE bj/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG