SPFW: Osklen transforma moletom em artigo de luxo

A tarde na São Paulo Fashion Week foi marcada pelos desfiles da Osklen e de Mario Queiroz, além da passagem das tops Alessandra Ambrósio, Carol Trentini e Emanuela de Paula. As três são as novas garotas-propaganda da C&A - posto que já foi ocupado por Gisele Bündchen e Daniela Sarahyba - e estiveram no pavilhão da Bienal para sua apresentação oficial como estrelas da loja de departamentos.

Agência Estado |

Na passarela, Oskar Metsavaht, dono e estilista da Osklen, mais uma vez mostrou como transformar uma matéria-prima simples, como o moletom, em artigo de luxo. A coleção propôs o uso do material em diferentes construções, como vestidos e ternos. Os modelos tinham cabelos em dreadlocks, numa referência explícita ao despojamento pretendido pela grife. Maxipulls de tricô largo apareceram em propostas para o público masculino. Para o feminino, atenção para o moletom plissado. A silhueta é ampla, folgada, algumas arredondadas. A Osklen mantém a modelagem do verão, mas muda a cartela de cores, agora em cinza e preto, substituindo o bege e os coloridos da temporada anterior.

Mário Queiroz, que desfila uma coleção exclusivamente masculina, espera que venha muito frio por aí. Usa tricô e lã pesada para confeccionar as peças, de bermudas a ternos. As calças vêm com cavalo bem baixo, que funciona bem nos modelos de alfaiataria. A estamparia toma conta das peças, com brasões em jacquard. Xadrez e quadriculados em diferentes direções enfeitam camisas, jaquetinhas com zíper, calças e coletes. Nas cores, muito marrom, verde e rosé. O cinza também aparece, e tinge, por exemplo, o look mais hit da coleção: um casaco com a frente assimétrica, simulando uma pelerine, de lã.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG