Vítima de acidente no Playcenter volta para hospital após alta

Jovem sentia náuseas e tontura. No domingo, ele foi atendido com fratura na mão e cortes no corpo

Márcio Apolinário. iG São Paulo |

Uma quarta vítima do acidente em um brinquedo no parque de diversões Playcenter , na zona oeste de São Paulo, na tarde do último domingo, voltou a ser internada no Hospital Metropolitano na noite de terça-feira com náuseas e tontura. Segundo o instituto, segue em observação.

Fábio Lima Pereira, de 24 anos, havia dado entrada no hospital, no domingo, com fratura na mão e múltiplos cortes pelo corpo. De acordo com relato de sua mãe à reportagem, Terezinha Lima Pereira, o jovem não se sentia bem desde o episódio no parque e apresentava sinais de amnésia. Segundo relato de Fábio à mãe, no momento do acidente, o brinquedo teria subido com muita velocidade e com as travas desacionadas.

Além de Fábio, outras três pessoas seguem internadas no hospital, em estado estável. Adriane Pereira Barros, de 12 anos, que teve lesões na região do abdômen, passou por uma cirurgia para a retirada do baço. Ela está consciente e passa bem. Suzana Martins de Souza, de 20 anos, que deu entrada com ferimentos no braço esquerdo, está se recuperando de uma cirurgia realizada na segunda-feira para correção das lesões no membro. Daniele, de 30 anos, continua em observação, por conta de ferimentos na cabeça e na perna esquerda.

Ao todo, oito pessoas ficaram feridas após a trava de segurança do brinquedo abrir em plena operação e parte dos ocupantes ser arremessada de uma altura de sete metros. Dez viaturas dos bombeiros foram enviadas para prestar socorro às vítimas.

Diogo Moreira/Futura Press
Peritos fizeram novos testes no brinquedo Double Shockna na manhã de terça-feira
Na manhã de ontem, técnicos do Núcleo de Engenharia do Instituto de Criminalística da Polícia Técnico-Científica de São Paulo estiveram no parque para realizar simulações de funcionamento no brinquedo Double Shock e apurar as causas do acidente. Esta foi a terceira vistoria realizada no parque, desde o momento do acidente.

Segundo a assessoria do parque, a nova perícia foi necessária após os testes realizados na segunda-feira não terem sido conclusivos. Em nota divulgada na terça-feira, o Playcenter afirmou que a vistoria solicitada pelo operador do brinquedo Double Shock, horas antes do acidente, não apontou falhas. Assim, segundo o parque, não foi realizada nenhuma intervenção técnica no equipamento pela equipe de manutenção.

O Playcenter informou que o Double Shock permanecerá interditado até a apuração dos fatos e que está atendendo todas as solicitações dos órgãos públicos. Foram requisitados documentos comprobatórios da regularidade técnica e de manutenção do Double Shock e dos demais equipamentos do parque.

    Leia tudo sobre: playcenteracidenteDouble Shock

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG