Vídeo mostra que professora foi atropelada na faixa de pedestres

Imagens mostram momento do atropelamento da professora da PUC, no últmo sábado, na região central de São Paulo

iG São Paulo |

Imagens do circuito interno de segurança de um prédio da alameda Barros, próximo à esquina da rua São Vicente de Paula, em Higienópolis, bairro nobre do centro de São Paulo, mostram que a professora aposentada Maria Angélica Victoria Miguela Careaga Soler atravessava a rua na faixa de pedestre quando foi atropelada na noite de sábado (13). Pela imagens, ainda é possível ver que o carro que atropelou a professora estava em alta velocidade. Veja abaixo:

A polícia de São Paulo abriu inquérito policial para apurar o atropelamento. Segundo o delegado titular do 77° Distrito Policial (Santa Cecília), Marcos Galli Casseb, o motorista do carro, o empresário Valmir Prado da Costa, vai responder, a princípio, por homicídio culposo (quando não há intenção de matar).

Exames periciais foram requisitados e testemunhas ainda precisam ser ouvidas para que o inquérito seja concluído. “Só depois de ter todas as provas, vamos chegar a uma conclusão”, explica o delegado titular do 77° Distrito Policial (Santa Cecília), Marcos Galli Casseb.

A professora morreu na noite de sábado (13) depois de ser atropelada na alameda Barros . Testemunhas afirmaram que o empresário estava em alta velocidade e apresentava sinais de embriaguez.

Ele foi até a delegacia dirigindo o próprio veículo e prestou um primeiro depoimento no qual afirmou que a vítima teria atravessado a rua fora da faixa de pedestres, o que as imagens desmentem. Policiais que estavam de plantão no 77°DP não constataram sinais de embriaguez, segundo o delegado Casseb. A vítima chegou a ser levada com vida para o Pronto-Socorro da Santa Casa, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

O corpo de Maria Angélica foi enterrado nesta tarde no Cemitério do Araçá, Consolação, depois de ser velado na Igreja Coração de Maria, em Santa Cecília.

A professora

Segundo a Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP), a professora Maria Angélica Victoria Miguela Careaga Soler nasceu em 1936, em Assunção, no Paraguai. Ela entrou na graduação do curso de História em 1962 na Faculdade de Filosofia Ciências e Letras Sedes Sapientiae.

Em 1965, quando estava no último ano do curso, começou a dar aulas em um colégio noturno que as religiosas da Faculdade de Filosofia Ciências e Letras Sedes Sapientiae mantinham para alunos carentes. Fez especialização em História Moderna na Faculdade de Filosofia Ciências e Letras Sedes Sapientiae (1969 a 1970) e doutorado em História Social, na USP (1973 a 1982).

    Leia tudo sobre: pedestresdelegadoatropelamento

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG