Vídeo em que PM de São Paulo humilha jovem será investigado

Imagens mostram bandidos supostamente baleados após troca de tiros com policiais. Secretário Antônio Ferreira Pinto determinou imediata apuração do caso

AE |

selo

A Polícia Militar vai tentar identificar os responsáveis por um vídeo gravado em março de 2009 em que uma pessoa baleada aparece agonizando na rua, enquanto o autor da gravação afirma "estrebucha, filho da p., estrebucha, vai". As imagens mostram o jovem com espuma escorrendo pela boca. Não é possível identificar o local onde as imagens foram gravadas, mas, ao fundo, pode-se ouvir o som de comunicação entre policiais em viaturas. E uma cena revela que o autor da gravação usa as botas e o cinturão do uniforme da PM. 

O vídeo, divulgado na quarta-feira (24) pelo Folha.com , mostra ainda um outro jovem detido na mesma operação policial, deitado de bruços no chão. Ao lado dele, há uma mancha de sangue e o autor da gravação pergunta: "Esse ainda não morreu? Deu sorte, hein, meu?" Uma terceira voz completa: "Não morreu o filho da p." O jovem deitado no chão responde que foi "a primeira vez" (que ele cometeu um crime). O PM retruca em tom irônico: "Primeira vez?" E emenda: "Tomara que você morra no caminho". Depois, acrescenta: "Não vai morrer, não?"

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) disse na quarta-feira ter sido pega de surpresa pelo vídeo. E o comando da PM primeiro afirmou não ter tido acesso às imagens e depois informou que elas já circulam há dois anos na internet. Já o Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) afirmou que tinha conhecimento do vídeo, mas ainda não sabe como ele foi gravado nem tem a confirmação de que os disparos contra os dois jovens tenham sido feitos por PMs. Os nomes dos baleados também ainda não teriam sido identificados.

Em nota, a Assessoria de Imprensa da SSP disse que o secretário Antônio Ferreira Pinto determinou imediata apuração do caso pelo Comando Geral da Polícia Militar, pela Corregedoria da PM e pelo DHPP. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: vídeopolícia militarssp

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG