USP pedirá reintegração de posse da reitoria à Justiça

Estudantes que ocupam prédio pedem a saída da PM do câmpus. Situação é tranquila na Cidade Universitária, segundo a instituição

iG São Paulo |

AE
Estudantes penduram faixa em prédio da reitoria da USP, ocupado durante a madrugada
A Universidade de São Paulo (USP) vai pedir à Justiça nesta quinta-feira que faça a reintegração da posse do prédio da Reitoria invadido na madrugada de quarta-feira (2) por um grupo de estudantes que pedem a saída da Polícia Militar da Cidade Universitária. Segundo a assessoria de imprensa da USP, o documento com a solicitação será elaborado e entregue nesta quinta.

Ainda de acordo com a USP, a situação no câmpus é tranquila. Os estudantes continuam ocupando o prédio, mas não há manifestações ou conflitos com os policiais.

De acordo com nota divulgada na noite de quarta-feira, membros da reitoria se reuniram e decidiram seguir os passos legais para retomar o prédio da Administração Central. "Importante destacar que, por dever legal, o gestor público tem obrigação de pedir a reintegração de posse do imóvel invadido. O deferimento da reintegração deverá ser analisado pelo juiz. Ressalte-se também que espera-se, entretanto, que a situação se resolva sem que sua execução seja necessária", diz a nota.

O prédio foi invadido após uma assembleia de estudantes decidir pelo cancelamento de outra invasão, no prédio administrativo de Filosofia , na noite de terça-feira. O primeiro ato ocorreu em protesto pela detenção de três estudantes que estariam fumando maconha no estacionamento na quinta-feira.

Veja imagens da ocupação na USP :

A invasão da reitoria USP é um dos principais assuntos nas redes sociais :

    Leia tudo sobre: USPocupaçãoreitoria

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG