Umidade do ar cai a 15% e São Paulo entra em estado de alerta

Estado de alerta foi decretado às 13h30, segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências

AE |

selo

Os índices de umidade relativa do ar baixaram ainda mais no começo da tarde desta segunda-feira na capital paulista, que entrou em estado de alerta por volta das 13h30, segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE). A umidade chegou a 15% em alguns pontos da cidade.

AE
Vista da cidade de São Paulo do edifício Banestado, no centro da capital, nesta segunda-feira
A recomendação da Defesa Civil é que a população evite atividades ao ar livre e exposição ao sol entre as 10h e 17h e não pratique exercícios entre as 11h e 15h. É aconselhável também a ingestão de bastante líquido para não ter problemas de desidratação.

A Defesa Civil alerta ainda às pessoas para que não coloquem fogo em terrenos baldios e vegetação seca, pois a baixa umidade relativa do ar pode aumentar as chances de incêndio nas pastagens e florestas.

Nos meses em que ocorrem poucas chuvas é comum que a umidade do ar fique reduzida, o que causa um aumento nos níveis de dióxido de enxofre e material particulado, devido às piores condições de dispersão. Isso propicia o surgimento ou agravamento de doenças respiratórias, cardiovasculares e oculares.

De acordo com a previsão do Centro de Gerenciamento de Emergências da Prefeitura (CGE), nesta terça-feira o tempo ainda segue seco na Grande São Paulo. Uma frente fria de fraca intensidade chega ao litoral paulista na quarta-feira, porém deve causar mais nebulosidade do que chuva. De qualquer forma, este sistema serve para aumentar os índices de umidade e melhorar a qualidade do ar.

    Leia tudo sobre: NACIONAL-GERAL

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG