Trio impede roubo de máquinas caça-níqueis em São Paulo

Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa investiga envolvimento de policiais militares ou civis

AE |

selo

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga se há envolvimento de policiais militares ou civis em um tiroteio ocorrido, por volta das 21h30 de segunda-feira, em frente a um bar localizado na altura do nº 139 da rua Elias de Almeida, no Jardim Joamar, região do Jaçanã, na zona norte de São Paulo.

Cápsulas de pistola calibre 40 - utilizadas pelas polícias Civil e Militar - foram encontradas no local do tiroteio e teriam partido das armas de três desconhecidos que impediram o roubo das moedas contidas dentro de três máquinas caça-níqueis que estavam no interior do bar, cujo dono, um homem de 61 anos, foi dominado por dois criminosos.

Após entrarem no estabelecimento e renderem o comerciante, Tiago Aparecido Teixeira, de 25 anos, e um comparsa, que acabou fugindo durante o tiroteio, abriram duas das máquinas e só não conseguiram retirar as moedas do interior da terceira porque o trio de desconhecidos, também armado, apareceu.

Baleado, Tiago morreu no local. Outro rapaz, identificado como Amir Leon Brandão Monteiro, também de 25 anos, morador da mesma rua, foi atingido por uma bala perdida e encaminhado por parentes para o pronto-socorro do Jaçanã. Em princípio, se pensava que o rapaz seria um terceiro assaltante, mas o comerciante foi no hospital e não o reconheceu. O caso foi registrado no 73º Distrito Policial, do Jaçanã, pelo delegado José Bernardo Carvalho Pinto.

    Leia tudo sobre: são paulocaça-níqueisroubopolícia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG