Trio é preso em autoescola por fraude em habilitações

Foram apreendidas 50 próteses de silicone com digitais de alunos, que não compareciam as aulas, mas tinham sua presença computadas

AE |

selo

A Divisão de Crimes de Trânsito (DCT) do Detran de São Paulo prendeu quinta-feira (2) três pessoas em uma autoescola em Taboão da Serra (SP) por fraude no processo de habilitação. Foram apreendidas 50 próteses de silicone com as digitais de alunos, que não compareciam as aulas, mas tinham sua presença computada no sistema biométrico por conta da fraude. Além disso, seis alunos, que deveriam estar em aulas teóricas ou práticas, não foram encontrados no local.

Segundo o Detran, a investigação começou quando um aluno denunciou a autoescola. Mesmo sendo analfabeto, ele conseguiu comprar a carteira nacional de habilitação. A autoescola fica na Rua Teófilo Otoni, em Taboão da Serra. Na operação foram presos o dono da autoescola, sua esposa e uma funcionária. Em 2010, a Corregedoria do Detran já bloqueou 2.769 carteiras de motoristas por suspeita de esquema de fraudes. Outras 1.405 carteiras foram cassadas ou canceladas.

    Leia tudo sobre: autoescolafraude

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG