Trens da CPTM voltam a circular após implosão de prédio no centro de SP

Trecho entre as estações Barra Funda e Júlio Prestes estava interditado desde 22 de dezembro após incêndio que atingiu favela

iG São Paulo |

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) informou nesta terça-feira que os trens das linhas 7-Rubi e 8-Diamante voltaram a circular normalmente nos trechos entre Barra Funda e Luz e Barra Funda e Júlio Prestes a partir das 6h. Os trechos foram interditados dia 22 de dezembro após incêndio que atingiu a Favela do Moinho, no centro de São Paulo.

Segundo o órgão, as vias foram liberadas pela prefeitura na noite de segunda-feira (2). Em nota, a empresa afirmou que "as equipes de manutenção realizaram inspeção e ajustes necessários decorrentes da implosão do prédio para a operação comercial durante a madrugada".

Leia também: Prédio em favela que pegou fogo é implodido em São Paulo

AE
Após implosão, parte do prédio permaneceu intacta. No lado direito, linhas que foram interditadas

Implosão

O edifício foi implodido às 17h35 de domingo (1º), com um pouco de atraso provocado por problemas técnicos. A sirene de segurança tocou três minutos antes de os explosivos serem acionados. Cerca de 5 mil moradores da região, num raio de 500 metros do prédio, tiveram de deixar suas casas para a implosão.

Somente dois dos seis andares do prédio vieram abaixo após a implosão. O imóvel de 20 mil metros quadrados ameaçava cair desde que um incêndio abalou suas estruturas, no último dia 22, deixando duas pessoas mortas. A implosão parcial frustrou a expectativa dos vizinhos, que esperavam que toda a estrutura fosse abaixo.

Apesar disso, o prefeito Gilberto Kassab (PSD), que acompanhou a implosão no mesmo dia em que teve início o último ano de seu mandato, afirmou que a ação foi um "sucesso" e que não houve falha. "O volume de explosivos foi dimensionado não apenas para que fosse feita a implosão, mas também para que fossem preservadas as duas linhas ao lado do prédio", disse. "A prioridade não era a implosão do prédio. A prioridade é o restabelecimento do transporte de passageiros e do transporte de carga."

Incêndio

No dia 22 de dezembro, um incêndio de grande porte em um galpão abandonado em Campos Elíseos, no centro de São Paulo, atingiu centenas barracos da Favela do Moinho . Moradores de rua que estavam no galpão foram resgatados com o uso do helicóptero Águia da PM. O fogo, que teve início às 10h30, foi controlado por volta das 12h50. Uma hora depois, os bombeiros confirmaram a morte de uma vítima.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG