Segundo a mãe da criança, homem deu um soco no rosto do bebê. A criança está internada em uma UTI em São Paulo

selo

Um desempregado de 20 anos foi preso na tarde deste domingo, na Vila Clementino, zona sul da capital paulista, sob suspeita de agredir o próprio filho. As agressões ocorreram no dia 9 de janeiro, quando o bebê tinha 10 dias de vida. 

Rio de Janeiro: Bebê é baleado no colo da mãe

A mãe da criança, de 23 anos, registrou boletim de ocorrência na última quinta-feira, 19. Ela contou à polícia que não procurou a polícia antes por temer que o marido a matasse. 

A mãe da criança disse que no dia da agressão ela deixou o bebê com o companheiro enquanto dava comida para a outra filha, e ouviu o choro. Ao checar o que estava acontecendo, viu que a criança estava com sangue no nariz. Depois, a mulher testemunhou o homem dando um soco no bebê. Ela levou a criança para o Hospital São Paulo, onde permanece internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

No domingo, o suspeito foi até o hospital visitar o filho. Os funcionários da unidade acionaram a polícia e o homem foi encaminhado para o 42º Distrito Policial (Parque São Lucas). O delegado responsável pediu a prisão temporária do suspeito, que foi decretada pela Justiça.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.